Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

Alta do combustível na véspera e falta de ação do PROCON questionados em Serra

Publicado em Notícias por em 12 de março de 2022

Farol de Notícias

Na vizinha cidade de Patos (PB), cerca de 200 quilômetros de Serra Talhada, o Procon agiu em defesa do consumidor, nessa sexta-feira (11), e começou a fazer um trabalho de fiscalização nos 26 postos de combustíveis da cidade, logo após reajuste imposto pelo governo Bolsonaro. O alvo foi combater as irregularidades.

Em entrevista a TV Sol, no Facebbok, o secretário do Procon, Ítalo Torres, informou que de quatro postos fiscalizados no momento da reportagem, em três foram encontrados indícios de irregularidades.

“Todos os três foram notificados. Eles têm dez dias para apresentarem a defesa deles. Compraram a gasolina com um preço e reajustaram antes de receber um novo combustível, ou seja, aumentaram o preço de um produto que já estava em estoque”, informou Ítalo.

Já em Serra Talhada, município com uma população flutuante em torno de 100 mil pessoas, os postos de combustíveis agiram rápido, e logo na quinta-feira (10), a maioria já praticava os novos reajustes, que estavam autorizados para a sexta-feira.

Diferente da Paraíba, o Procon de Serra Talhada, que funciona dentro de uma faculdade privada, se escondeu ainda mais e não reagiu. Não foi visto qualquer movimentos de fiscalização nas bombas, deixando os consumidores à própria sorte. “Eu mesmo tomei um susto quando vi isso”, disse o aposentado Carlos Magalhães, ouvido pela reportagem durante a nossa passagem em um dos postos. “Agora o jeito é a gente recorrer à bicicleta ou a um jumento, isso é um absurdo”, concluiu. Com a palavra, o Procon,

Deixar um Comentário