Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?



Debate mostra mote que candidatos usarão em campanha

Publicado em Notícias por em 5 de setembro de 2020

Encontro na Cultura FM  reuniu Márcia Conrado, Marquinhos Dantas, Socorro Brito e Victor Oliveira 

O debate promovido pela Cultura FM com postulantes à Prefeitura de Serra Talhada mostrou o mote que cada um usará na campanha a partir da oficialização de todas as candidaturas.

Marquinhos Dantas usou um tom de questionamento do ciclo de poder entre as gestões Carlos Evandro e Luciano Duque, representados por Socorro Brito e Márcia Conrado.

Disse que os nomes podem até ter boa intenção, mas que há uma cultura de favorecimento de aliados, citando vereadores que furam filas nos postos de saúde por serem aliados.

Também voltou a dizer que há um ciclo prejudicial a Serra quando os grupos de Carlos, Sebastião Oliveira e Luciano Duque brigam pelo quanto pior, melhor.

Márcia Conrado defendeu o legado da gestão Luciano Duque e disse que fará uma gestão de continuidade, citando ações do atual governo e projetos como o de asfaltamento de ruas com emendas de R$ 17 milhões.

Na pauta política, destacou que seu leque de alianças terá mais de 80 candidatos a vereador, podendo aumentar com o ingresso do Cidadania, anunciado essa semana.

Socorro Brito destacou o legado de Carlos Evandro e sinalizou que o ex-prefeito deixou conquistas que não podem ser esquecidas. Disse lamentar que ações como o Samu não tenham sido entregues, além de questionar falta de investimentos na educação e saúde.  Chegou a sinalizar que Carlos e ela teriam deixado pavimentada a condição para Duque gerir o município.

Victor Oliveira, único que participou por telefone, criticou o embate em Socorro e Márcia, sinalizando que uma candidata é  produto do ciclo da outra, sentenciado que nenhuma tem legitimidade para questionar.

Prometeu um ciclo novo na cidade e não entrou em rota de colisão com Marquinhos Dantas.  Pelo contrário, elogiou o candidato quando se revezaram em um dos blocos.

O clima esquentou mais quando Socorro disse que Márcia havia sido sua “subordinada” na Saúde.  Márcia rebateu dizendo que como Secretária, não haviam subordinados.

Quando Márcia perguntou a Marquinhos o que ele achava de Victor não ter tido a confiança do próprio grupo.  Marquinhos disse que a pergunta deveria ser dirigida a Victor, não a ele.

Nos bastidores, a assessoria de Márcia Conrado questionou a participação de Victor Oliveira por telefone.  A produção do embate alegou que, para garantir a presença de todos, ofereceu a possibilidade para todos os nomes que alegaram questões logísticas como dificuldadoras da participação.

E aliados de Socorro Brito e Victor Oliveira acusaram a candidata governista e sua assessoria de promover aglomerações com militantes na frente da Rádio.  A emissora se posicionou deixando claro que coibir a prática era obrigação das forças policiais e de vigilância, pela pandemia da Covid-19. Assista:

https://m.facebook.com/CulturaFM929/?locale2=pt_BR

Veja imagens do encontro registradas por Wellington Júnior:

Deixar um Comentário