Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?



Flores: vice de Marconi diz que foi vítima de atentado. Grupo de Soraya nega

Publicado em Notícias por em 21 de setembro de 2016
cicero-1_1

Foto: Cauê Rodrigues

O candidato a vice prefeito de Marconi Santana (PSB), em Flores, Cicero de Moisés (PSB), prestou queixa na Delegacia da cidade após ser vítima de ato de violência  na  noite desta terça-feira (20).

Segundo o Blog Cauê Rodrigues, o ato teria sido registrado uma das estradas vicinais que dão acesso ao centro urbano do Distrito de Fátima. A coligação adversária fazia uma carreata nas proximidades de sua residência, na região rural de Fátima. Quando Cícero saia de casa para outra localidade foi abordado por militantes adversários.

“Tinha uma carreata na porta da minha casa, e tinha um bocado de motoqueiro atrás e eu fui pra um sítio que eu moro chamado São Benedito. Fizeram o balão bem rápido e meu carro apagou. Já foram pulando e quebram meu carro”, relatou Cícero.

Outro lado: Já o grupo de Soraya diz que foram militantes liderados pelo candidato que perseguiram os cabos eleitorais do vereador Nezinho, por estrada que dá acesso ao sítio São Benedito, com cerca de trinta motociclistas e um veículo Fiat, onde ele estava.

“Os militantes, na versão de Soraya,  cercaram o grupo de cabos eleitorais de seu Nezinho, atravessaram o veículo na estrada, sentaram no capô do veículo, impedindo o grupo político adversário de trafegar pela vicinal para realizar campanha porta a porta na localidade”, dizem em nota.

Comentário(s) (2)

Trackback | Comentários RSS

  1. Estão tentando inverter as posições, pois o candidato a vice prefeito Cícero Moisés não sofreu nenhum tipo de violência física ou verbal, tudo não passa de uma manobra orquestrada pelo grupo político do senhor Marconi Santana, que sitiaram o distrito de Fátima, impedindo que os correligionários da candidata Soraya Morioka saíssem para visitar eleitores na zona rural, cerca de 30 motoqueiros em conjunto com o senhor Cícero Moisés bloquearam uma estrada de acesso a Fátima, forçando os correligionários da prefeita a recuarem, não satisfeitos com o feito, os próprios forjaram esse suposto atentado ao senhor Cícero Moisés, danificaram o veículo do candidato a vice e imputaram o crime aos correligionários da prefeita, os seguidores do senhor Cícero Moisés que causaram todos os danos ao seu patrimônio. Desordem, perseguições, ameaças e atentados, são inerente da suja política que o candidato Marconi Santana orquestra e delega aos seus vassalos. O desespero é imenso, querem forjar atentados, agressões, ameaças, todos tipos de crime querem imputar a prefeita e a seus eleitores, no entanto, a grande maioria dos cidadãos de bens de Flores sabem os métodos sórdidos que o senhor Marconi Santana faz uso para alcançar os seus objetivos. Lamento muito pela população florense que está a mercê desse opressor e inescrupuloso político, porém a esperança permanece viva e se chama Soraya Morioka.

  2. serralheiro disse:

    Precisa apurar os fatos, se precisarem de manutenção no portão é só chamar
    http://www.portaoautomatico-sp.com/

Deixar um Comentário