Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

O Blog e a História: o encontro com Francisco Perazzo

Publicado em Notícias por em 17 de maio de 2020

O registro tem 12 anos e data de 10 de maio de 2008. Dos prêmios que recebi, poucos me emocionaram tanto quanto o troféu do Rotary Club, que foi entregue nos primeiros anos da festa que os rotarianos de Afogados da Ingazeira entregavam em nome da região.

A comenda, que não existe mais, foi aprovada por unanimidade e antes dela, apenas figuras do tamanho de Dom Francisco Austregésilo de Mesquita Filho haviam recebido.

Honra maior foi receber a honraria das mais de Francisco Perazzo,  no único registro que tenho com um dos sertanejos mais importantes de nossa história.

Perazzo foi deputado estadual pelo velho PSD entre o final da década de 60 para o início da de 70, com atuação concentrada no Vale do Pajeú.

Foi um dos fundadores da Ceralpa e da Credipajeú, duas cooperativas de trabalhadores no Vale do Pajeú.

Mas foi como Secretário do governo Eraldo Gueiros, ao lado do engenheiro Mário Antonino, que ajudou num sonho para a região,  com  a construção da Barragem de Brotas, que teve início em 1974 e o seu término em 1976.

Perazzo morreu em 2 de janeiro de 2009, poucos meses depois daquele registro.

Faleceu no hospital Santa Joana, aos 71 anos, após ser submetido a uma cirurgia de hérnia, mas ter sofrido complicações.

Seu nome foi eternizado na rodovia Rodovia Deputado Francisco Perazzo, na PE-275, no trecho que fica o entroncamento da PE -280 até a cidade de Tuparetama.

Na justificativa, disse o autor, o então Deputado Ângelo Ferreira:

Francisco Leite Perazzo nasceu em 02 de fevereiro de 1938 na cidade de Tuparetama, iniciando seus estudos na Cidade de Pesqueira e concluindo em Recife.

Filho de Francisco Chaves Perazzo (agricultor) e Ana Leite Perazzo, foi casado com Ivone de Siqueira Cavalcanti Perazzo, com quem teve duas filhas, Ana Maria e Ana Cármen e seis netos.

Exerceu diversos cargos na Administração Pública. Trabalhou com dedicação e compromisso com a gestão pública nos três Poderes, tendo iniciado
como auxiliar de porteiro da Contadoria Geral do Estado e chegando até Consultor Jurídico do Estado, cargo em que se aposentou.

Advogado militante, Deputado por dois mandatos, Vice-Presidente da Assembléia Legislativa, por duas ocasiões. Foi Secretário de Segurança Pública, atuou na Secretaria de Agricultura, Indústria e Comércio.

Foi Interventor Federal, Delegado do 6º Distrito da Capital, Delegado de Ordem Econômico e Delegado da Ordem Social.

Foi Secretário de Governo do então Governador Eraldo Gueiros Leite. Nas suas atividades de pecuarista fez parte do Conselho Consultivo da APECCO-Associação Pernambucana de Criadores de Caprinos e Ovinos e exerceu a presidência da ABCC-Associação Brasileira de Criadores de Caprinos e da Associação dos Suinocultores-ASPE.

Com a sua vocação de liderança reconhecidamente por ser uma pessoa simples, inteligente, prestativa, empreendedora e vitoriosa em todas as causas por ele abraçadas.

O Cooperativismo (CERALPA, COPASA E CREDIPAJEÚ) e o Rotarismo (segunda família) suas paixões.

Fiel a sua origem voltando ao Pajeú, terra dos seus sonhos e para sua Pacaúba (fazenda que era sua vida), viveu inteiramente para família. Declarava-se “advogado por profissão”, “político por acaso”, “pecuarista por vocação”,  “rotariano por amor” e “matuto por convicção”.

Veio a falecer em 02 de janeiro de 2009. Pela sua importância realizada na execução das políticas públicas, denominar o referido trecho da PE-275 é uma justa homenagem e por essa razão peço a aprovação dos Ilustres Pares.

Deixar um Comentário