Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

Levante de militância petista é recado claro para cúpula do partido. Petista não é gado

Publicado em Notícias por em 22 de julho de 2022

Por André Luis

O levante de parte da militância petista contra a aliança com o PSB que se viu durante a visita do ex-presidente Lula a Pernambuco nos últimos três dias dá um recado importante a partidos políticos que se acham donos dos votos de seus filiados.

Cansaram de ser tangidos como gados para onde os dirigentes os direcionavam, forçando-os a votar em quem não queiram.

Mas isso já vinha sendo avisado, os dirigentes petistas que não quiseram enxergar. Eu já escrevi sobre isso há um tempo, mas não custa lembrar.

Em outubro de 2018 durante um comício do candidato a Presidência da República Fernando Haddad, o rapper Mano Brown – líder dos Racionais MC’s – fez um discurso acabando com o clima de festa e alertando para a importância de se ouvir as bases.

“Não gosto do clima de festa. O que mata a gente é o fanatismo e a cegueira. Deixou de entender o povão, já era. Se somos o Partido dos Trabalhadores tem que entender o que o povo quer. Se não sabe, volta pra base e vai procurar entender. As minhas ideias são essas. Fechou”, alertou Mano Brown.

Mas os dirigentes não deram ouvidos a Brown. E seguiram não ouvindo as bases e tratando dos debates políticos somente na cúpula do partido, longe da militância. Não deu outra, o leite azedou.

Logo o PT, partido que sempre se orgulhou da democracia interna e de discutir a política com a militância que é a base do partido.

Agora colhem o que plantaram. De nada adianta Humberto Costa – apontado por muitos como o principal responsável pela quebra do diálogo com a base – bradar a plenos pulmões, nem Teresa explicar, nem Lula afirmar. A militância resolveu dar um recado claro para a cúpula do partido: cansamos de ser tangidos como gados, queremos voltar a ser ouvidos.

Lembra do que Mano Brown falou: “Deixou de entender o povão, já era”, pois é!

Deixar um Comentário