Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?



Trabalhadores da Transposição cruzam os braços por salários atrasados em Sertânia

Publicado em Notícias por em 28 de setembro de 2016

thumbnail_20160928_085922

Por Cecília Souza

Funcionários da empresa S. A. Paulista, responsável pela obra da transposição do Rio São Francisco, em Sertânia, Sertão do Moxotó, paralisaram suas atividades nesta quarta-feira (28) e fecharam o acesso principal do lote 12, onde funciona a administração da empresa e garagem de máquinas pesadas.

 Na pauta de reivindicações estão os constantes atrasos nos cartões alimentação e refeição, além de não pagamento do PLR (Participação de Lucros e Resultados) pela empresa.

A manifestação, que aconteceu simultaneamente, segundo os funcionários, nas cidades de Custódia, sertão pernambucano e em Monteiro, cariri paraibano, reivindica também a recuperação do diálogo da empresa, que não esclarece o motivo de tantos e constantes atrasos.

Este não é o primeiro dia de protestos, que acontecem pelo menos uma vez por semana desde agosto deste ano. Nesta terça-feira (27) houve paralização, e segundo os manifestantes três funcionários foram demitidos sem justa causa, por participarem do movimento.

A equipe da rádio Sertânia FM tentou contato com a empresa S.A Paulista, que respondeu que não iria se pronunciar sobre as reivindicações, nem sobre o protesto.

O Sintepav-PE (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Construção de Estrada Pavimentação e Obras de Terraplanagem em Geral no Estado de Pernambuco), que representa a categoria, estava ciente da manifestação dos últimos dias, mas não está com representante na cidade.

Segundo os manifestantes o ato prosseguirá até a readmissão dos colegas demitidos.

Deixar um Comentário