Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

PT se alia a PSL em ao menos 4 cidades; rivais integram mais 85 coligações

Publicado em Notícias por em 26 de setembro de 2020

Helbinha de Rodrigues e Paulo Rennê – Trindade

Uol

Grandes rivais nas eleições de 2018, PT e PSL são neste ano aliados em ao menos 89 candidaturas pelo país. Em quatro delas, um dos dois partidos encabeça a coligação.

Por enquanto, são três chapas lideradas pela antiga legenda de Jair Bolsonaro (sem partido) e uma pela sigla do ex-presidente Lula (PT). As outras 85 têm outros partidos como líderes na chapa.

Em Juazeiro do Norte (CE), por exemplo, as legendas chegaram a anunciar aliança, mas ainda não constam no sistema do TSE.

No Nordeste, histórico reduto petista, uma cidade do interior do Maranhão com pouco mais de 4.000 habitantes tem uma chapa formada apenas pelos dois desafetos —e a única no momento registrada para o pleito.

O atual prefeito de São Pedro dos Crentes, o médico Lahesio Rodrigues do Bonfim, foi eleito em 2016 pelo PSDB com um vice petista, migrou para o PSL e se lança à reeleição agora apoiado pelo PT.

O vice agora é do PSL. Ainda assim, nas redes sociais, Bonfim desfere críticas ao petismo e o governador comunista do estado, Flávio Dino (PCdoB).

No sertão pernambucano, Helbinha de Rodrigues (PSL-PE) lançou seu nome às eleições tendo por vice Dr. Renne (DEM) e apoio do PT em Trindade, município de 22 mil habitantes.

Outra candidatura pesselista apoiada pela sigla rival é a do advogado Pedro Rosa, em Nova Olímpia (MT), numa coligação que também abrange Podemos, Republicanos, Solidariedade e PV.

Em contrapartida, apenas uma candidatura estrelada por um petista tem o PSL em sua coligação: a do atual prefeito de Urucurituba (AM), José Claudenor de Castro Pontes, conhecido como Sabugo.

A aliança reúne 12 partidos ao todo para concorrer à prefeitura do município de pouco mais de 20 mil habitantes. Leia a íntegra da matéria:

https://noticias.uol.com.br/eleicoes/2020/09/25/pt-faz-chapa-com-psl-em-ao-menos-4-cidades-apoio-em-coligacoes-chegam-a-89.htm

Deixar um Comentário