Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

Paulo Rubem é o vice de Armando Monteiro

Publicado em Notícias por em 25 de junho de 2014

Paulo-Rubem

A coligação “Pernambuco Vai Mais Longe” confirmou nesta quarta-feira (25) o nome do deputado federal Paulo Rubem Santiago (PDT) como pré-candidato ao cargo de vice-governador na chapa encabeçada pelo senador Armando Monteiro (PTB), pré-candidato ao governo do Estado, que ainda tem como pré-candidato ao Senado o deputado federal João Paulo (PT).

Os nomes de Armando, Paulo Rubem e João Paulo serão homologados neste domingo (29), na convenção estadual da aliança, em Caruaru, no Agreste.

O anúncio foi feito no escritório de pré-campanha de Armando, Paulo Rubem e João Paulo, nos Aflitos, Zona Norte do Recife, diante de uma plateia formada por deputados federais e estaduais, prefeitos, vereadores e presidentes dos partidos que formam a coligação Pernambuco Vai Mais Longe (PTB, PDT, PT, PSC, PRB e PT do B), além de lideranças políticas de todo o Estado.

Assim como outros oradores, Paulo Rubem destacou a identidade política e ideológica da aliança. “Nós defendemos a coerência. Temos unidade nacional e estadual. Buscamos a identidade que temos em termos de origem e ideologia”, falou o pedetista.

Paulo Rubem Santiago nasceu no Rio de Janeiro em 17 de julho de 1955. O deputado federal do PDT é o candidato a vice-governador na coligação “Pernambuco Vai Mais Longe”.

Professor de educação física, formado pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Paulo Rubem iniciou sua militância política no movimento sindical. Foi diretor da Associação dos Professores do Ensino Oficial de Pernambuco, hoje Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe), e também da Associação dos Docentes da UFPE, universidade à qual é vinculado.

Na Câmara Federal, Paulo Rubem integra as Comissões de Educação, de Saúde e Seguridade Social e de Cultura e é o secretário-geral da Frente Parlamentar de Combate à Corrupção. Como integrante da Comissão Especial do Novo Plano de Educação, se destacou como coautor da lei, sendo responsável pelo artigo que vincula o financiamento do setor a 10% do Produto Interno Bruto (PIB).

Deixar um Comentário