Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

HR Emília Câmara quer mandar pra casa senhor que precisa de cuidados em fase terminal, denuncia Conselho do Idoso

Publicado em Notícias por em 29 de julho de 2022

Diretor da Unidade havia garantido mais cedo à Rádio Pajeú que ele não seria retirado. Desesperada, família não tem suporte para recebê-lo. Agora, Direção Clínica está informando que vai mandá-lo pra casa.

O Conselho do Idoso voltou a entrar em contato com o blog para denunciar um possível caso de abandono e negligência clínica do Hospital Regional Emília Câmara.

Segundo Márcio Thiago, Presidente do Conselho do Idoso de Afogados da Ingazeira, a unidade quer liberar pra casa o senhor Osni Fernandes de Melo, 62 anos, em fase terminal com um câncer de garganta e metástase para a cabeça. A família não tem condição de recebê-lo em casa. Não há como ter HomeCare ou condição de oferecer suporte clínico mínimo para que ele tenha tratamento digno.

Aparentemente, a argumentação da unidade é o cúmulo da desumanidade, sob a máxima de que ele não pode continuar ocupando um leito por sua condição como terminal. “Querem que ele vá pra casa e, quando a família voltar a precisar, acione a unidade”, diz o presidente do Conselho.

O caso veio a tona mais cedo na Rádio Pajeú e o Diretor, Sebastião Duque, garantiu que ele não seria levado pra casa. Depois do alívio, a família foi informada por uma assistente social chamada Rose que o Diretor não tem toda essa autonomia. “Se o Diretor Clínico determinar, ele é que tem a prerrogativa de liberar pra casa. A família está desesperara. O Conselho do Idoso está a busca do Ministério Público para evitar a liberação”, disse.

O blog voltou a tentar contato com o Diretor Sebastião Duque, com o promotor Lúcio Luiz de Almeida Neto e o Secretário de Saúde do município, Arthur Amorim, mas ainda não obteve resposta. “Não estão mais nem dando o mesmo suporte medicamentoso ao senhor”, disse Márcio.

Deixar um Comentário