Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

Em Salgueiro e no estado, luto com a morte de Mestre Jaime

Publicado em Notícias por em 4 de janeiro de 2021

Morreu nesta segunda-feira (4), aos 98 anos, o carnavalesco Jaime Alves Concerva, mais conhecido como Mestre Jaime.

Internado deste o último sábado (4) no Hospital Regional de Salgueiro, no Sertão de Pernambuco, o artista plástico testou positivo para a Covid-19 e morreu de falência múltipla dos órgãos, de acordo com informações passadas por familiares.

Nascido em Salgueiro, Mestre Jaime marcou seu nome da história do município com a criação do bloco da “Bicharada”. Ao longo de 75 anos, levou alegria aos foliões com seus bonecos gigantes, representando animais e pessoas anônimas. Além de carnavalesco, Mestre Jaime era artista plástico, seresteiro, músico e alfaiate.

O bonequeiro sempre gostou do carnaval. Como tinha habilidade como alfaiate e artesão, começou a produzir os bonecos de cerca de cinco metros de altura com máscaras de animais, como elefantes e girafas. Os primeiros foram feitos em 1945, após o fim da Segunda Guerra Mundial. Ele serviu no batalhão do exército em Olinda, no litoral do estado, mas antes que fosse convocado para ir batalhar na Itália, a guerra acabou. Ao voltar a Salgueiro, o artista começou a produzir os bonecos.

Outra marca de Mestre Jaime eram os ternos coloridos que ele utilizava durante o carnaval. Assim como os bonecos gigantes, as peças eram produzidas por eles. Para completar o visual autêntico, o carnavalesco usa uma dentadura de ouro 18 quilates.

“É com enorme pesar que a Secretaria Estadual de Cultura (Secult-PE) e a Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) informam a morte do Mestre Jaime, símbolo do Carnaval do Sertão pernambucano e famoso por ter criado o bloco de bonecos A Bicharada, que há mais de 70 anos desfila pelas ruas de Salgueiro.

Nascido Jaime Alves Concerva, Mestre Jaime marcou seu nome na história do município com a criação de bonecos gigantes inspirados em animais. Ao longo de 75 anos, ele levou alegria aos foliões com suas obras, representando não só a fauna, mas também pessoas anônimas. Além de artista plástico, Mestre Jaime era músico e alfaiate.

Farão muita falta em nosso Estado aquele sorriso de ouro, as roupas luxuosas e coloridas, além da energia e do espírito transgressor que Mestre Jaime sempre carregava. Ele tinha 98 anos e estava internado, após diagnóstico de Covid-19″, disse a pasta em nota.

O deputado federal Gonzaga Patriota (PSB) lamentou o falecimento do Mestre Jaime,  aos 98 anos, carnavalesco patrimônio histórico de Pernambuco, criador do tradicional “Bloco da Bicharada”.  O artista foi vítima de uma falência múltipla de órgãos.

“A energia, a paixão e o legado do Mestre Jaime pelo carnaval serão lembrados para sempre pelas diversas gerações. Pernambuco perde um grande artesão, artista e representante da nossa cultura. Meus pêsames e condolências aos familiares e amigos do Mestre Jaime, na mesma medida que agradeço ao Mestre todos os anos de vida dedicados à preservação da nossa tradição. Neste momento de dor pedimos a Deus que dê conforto para que possam enfrentar esta imensurável dor com serenidade e fé”, lamenta Patriota.

Deixar um Comentário