Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

Solidariedade em tempos de Covid-19

Publicado em Notícias por em 22 de março de 2020

Em Afogados da Ingazeira, pessoas estão se disponibilizando para ajudar a quem precisa.

Por André Luis

Nestes tempos de pandemia causado pelo Covid-19, o novo coronavírus, a gente vê o que existe de pior e de melhor nos seres humanos.

De pior, podemos citar o egoísmo que faz com que se acabem estoques de produtos de limpeza voltados a prevenção do vírus, como no caso do álcool em gel – principal produto usado na assepsia das mãos. Também podemos citar, a corrida aos supermercados, por pessoas desesperadas que buscam estocar alimentos – sem se preocupar se quem vem depois vai achar o que comprar nas prateleiras.

Outra questão muito criticada durante esta semana é o aumento abusivo de produtos usados na prevenção do Covid-19, como mascaras, luvas, álcool em gel, por parte de comerciantes que se aproveitam de um momento de fragilidade humana para lucrar.

Mas, há aqueles que aproveitam o momento para ajudar, prestar solidariedade e se preocupar com o próximo.

Em Afogados da Ingazeira, esta semana, algumas ações chamaram a atenção. Como o caso do professor Glauber Araújo de 33 anos de idade. Ele fez uma postagem em suas redes sociais onde se coloca à disposição de pessoas com mais de 60 anos para ir as compras por elas.

“Olá, me chamo Glauber Araújo, moro na cidade de Afogados da ingazeira-PE e se você tiver mais de 60 anos, visto que que não faço parte da classe de risco, eu me ofereço para ir uma ou duas vezes por semana para você ao mercado. Basta fazer uma lista. Não cobrarei nada por isso, pode me chamar no Face mesmo. Só não saia de casa. Se todos tivermos cautela isso vai passar. Posso buscar seus remédios na farmácia e no posto também! É só me procurar!! #CorrenteDoBem Pode me chamar no WhatsApp através do número: (87) 9.9927-0365. Só falar comigo, que passo na sua residência”, escreveu o professor, que teve a sua atitude bastante elogiada nas redes.

Em conversa com a nossa redação, Glauber informou que há outras pessoas fazendo o mesmo. “Eu vi uma moça da Paraíba que  compartilhou é falou que ia fazer também. Uma de Santa Terezinha e acho que tem mais alguém aqui [em Afogados]. Mas não existe nada heroico nisto”, destacou o jovem professor.

Questionado sobre a ideia de oferecer a ajuda aos idosos, o professor relatou que perdeu a avó recentemente. “Sei bem como é complicado para o idoso.  Em tempos ‘normais’ pouca gente respeita a prioridade.  Como eles estão no grupo de risco, acho importante que alguém possa ajudar. Seria bom que mais gente também se prontificasse”, disse Glauber.

O professor aproveitou para dar uma dica aos comerciantes. “Agora o ideal é que nas farmácias e supermercados, onde a demanda é maior, se estabelecesse um horário prioritário. Ajudaria bastante.”

Com tristeza, Glauber relatou que ainda assim, tem gente brincando com a situação e pediu para que as pessoas não abusem de quem está se disponibilizando a ajudar. “Ontem mesmo me ligaram pedindo pra comprar gelo. E pelo que entendi era gente nova. Isso é triste porque num momento desse as pessoas brincam é não entendem que quando a gente sai pra ajudar estamos colocando nossa saúde e também daqueles que amamos, em risco”, ressaltou.

“Acredito que com fé em DEUS, que tudo pode e com muita responsabilidade e consciência social venceremos”. Destacou Glauber.

Outra ação solidária a ser destacada em Afogados, é a de membros da Igreja Batista. Seguindo a mesma linha, membros da igreja estão se disponibilizando a ajudar as pessoas que se encontram no grupo de risco (idosos, diabéticos, hipertensos e pessoas com problemas respiratórios) e que não podem sair de suas casas e também não tem pessoas que os ajudem a realizar atividades fora de seus lares, como compras em mercados, farmácias, padarias…

Os membros da igreja estão divulgando os telefones de pessoas que se propuseram a ajudar e dividiram por bairros. Veja mais abaixo a lista divulgada pela Igreja Batista.

Como podemos conferir, o número de pessoas dispostas a fazer o bem é bem maior do que ao contrário. Em tempos difíceis como o que estamos vivendo, a solidariedade humana é um alento para milhares de pessoas pelo Brasil afora. Viva a solidariedade!

Lista de voluntários da Igreja Batista de Afogados da Ingazeira

Bairro São Brás

Pr. Gilberto – 99806-5064

Marquinhos – 99624-9194

Givaldo – 99971-8233

Ederson – 99965-1773

Sobreira

Balbino – 99964-1561

André – 99601-4263/99662-2917

Centro

Sara – 99914-7214

André – 99666-9360

Geneci – 99602-2693

Mateus – 99100-4180/99615-2590

Brotas

Clécio – 99641-4033

Rua Nova – Bairro São Francisco

Rogério – 99929-3641

Ponte – Padre Pedro Pereira

 Carol – 99806-3706

Patrícia – 99605-9312

Deixar um Comentário