Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?



Itamar França : “mais de 11 mil eleitores não quiseram Patriota”

Publicado em Notícias por em 5 de outubro de 2016

img-20161005-wa0100

Candidato chegou a número somando abstenções, brancos, nulos e votos para ele e Emídio

O terceiro colocado nas eleições deste ano em Afogados da Ingazeira, Itamar França, foi o convidado do Debate das Dez do programa Manhã Total, na série com os candidatos a prefeito pós eleição.

Itamar fez avaliação positiva da votação dizendo eu esteve “apenas um dia” em Afogados da Ingazeira fazendo campanha, diante de pesquisas que se blog realizou em algumas cidades. Itamar disse que a informação não queria dizer desrespeito ao processo. “Os outros candidatos tinham estrutura. Eu não, tive que correr atrás”.

Itamar já confirmou que é candidato a Deputado Estadual ou Federal indicando que vai “marcar o prefeito José Patriota”. Se ele for candidato a estadual serei a estadual, se for a Federal serei Federal.

img-20161005-wa0099Aliás sobre a reeleição de Patriota, Itamar fez um cálculo que, segundo ele, prova que metade da população não quis o prefeito. Ele somou as abstenções (4.629), brancos (1.319), nulos (1.993), de Emídio (2.650) e dele (496). A soma foi 11.084. Como o total de eleitores segundo ele é de 22.097, Itamar disse que metade da população não concordou com o prefeito José Patriota. O blog chegou a informação e segundo o TSE, o número de aptos era de 26.726. Assim,  na conta de Itamar não poderiam entrar as abstenções, já que ele avaliou o número com base em comparecimento. Foram de fato 11.084, mas não 50% do eleitorado total. O percentual seria de 37%.

Um dos momentos polêmicos foi quando uma ouvinte perguntou porque a esposa de Itamar, Cleide França, havia pedido voto para ele, mas alegado que, caso contrário poderia vota em José Patriota. Tanto Patriota quanto Cleide, presente ao estúdio, negou. “O que pode ter acontecido é a pessoa dizer que votava em Patriota e eu dizer tudo bem”, disse.

Itamar discordou de Emídio quando afirmou que sua votação o credenciava para tocar a oposição na cidade. “Nós também iremos fiscalizar e teremos esse papel”, disse.

Deixar um Comentário