Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

Empresa nega compra do Grêmio Lítero Tabirense e diz gerar empregos no local

Publicado em Notícias por em 4 de janeiro de 2020

Caro Nill Júnior,

A postagem feita pelo blogueiro Magno Martins e repostada pelo seu blog é no mínimo estranha. Primeiro que a pessoa que procurou o blogueiro não tem conhecimento do que fala.

Esse tipo de negociação, a qual nao há ônus, já foi feita anteriormente com a prefeitura de Tabira, no primeiro ano do segundo mandato do prefeito Josete Amaral.

De lá pra cá, se passaram 12 anos, e durante esse tempo a prefeitura não o utilizava, vivia abandonado, cheio de lixo e mato, totalmente deteriorado, conforme mostram as fotos que lhe envio.

Hoje o prédio se encontra reformado, funcionando uma instalação anexa da empresa Kigarot, gerando cerca de trinta e cinco empregos diretos, porém mantida suas características originais, como também mostram as fotos.

Antes:

Depois:

Situação  diferente do que ocorreu com o de Afogados da Ingazeira, o qual derrubaram e passaram uma rodovia por cima, e que também foi palco de muitos eventos bonitos e importantes.

O interessante é que quando o prédio vivia abandonado, sob administração do municipio, a pessoa que procurou o blogueiro não se preocupou, como faz agora.

Queremos deixar bem claro mais uma vez, que nem compramos o prédio nem pagamos aluguel a ninguém, como foi mencionado na reportagem.

Atenciosamente,
Direção da Kigarot.

Deixar um Comentário