Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

Em Tuparetama, luto com morte da professora Lourdinha Perazzo

Publicado em Notícias por em 2 de fevereiro de 2021

Faleceu nesta terça-feira (02/02), a professora Maria de Lourdes Perazzo, Dona Lourdinha Perazzo, como era carinhosamente tratada por todos. 

Ela tinha 78 anos e deu entrada no domingo, 31 de janeiro, no Hospital dos Servidores do Estado no Recife vindo a falecer vítima de insuficiência cárdio-pulmonar nesta manhã.

O corpo chega em Tuparetama na noite desta terça-feira e será velado em sua residência, na Rua Ernesto de Souza Leite, centro. O sepultamento será nesta quarta, 3, às 9h, no Cemitério de Tuparetama.

Maria de Lourdes Perazzo, foi nomeada em 1964, através de concurso público, para a Escola Estadual Ernesto de Souza Leite na qual trabalhou por 22 anos, dos quais 8 anos foram lecionando da 1ª a 4ª série e os outros 14 anos foi como diretora da Escola.

Ao mesmo tempo trabalhou na Escola Cenecista Bom Jesus, onde funcionava o antigo Ginásio ao lado da Igreja Católica, mais conhecida como a Escola Paroquial onde era vice-diretora e ainda lecionava português no curso de contabilidade.

Além das atividades educacionais, dedicava sua vida à vida pastoral paroquial, como: catequese, liturgia e atividades afins com amor e disponibilidade.

Fora da sala de aula, nas poucas horas vagas, ainda servia a uma outra paixão, a Igreja, ministrando a catequese e participando de todas as atividades paroquiais.

Ao final dos 22 anos, em 1986, foi para a Escola Estadual Cônego Olímpio Torres, onde passou mais 2 anos em sala de aula e outros 2 anos como Educadora de Apoio. Totalizando, portanto, 26 anos de serviços prestados ao Estado, enfim se aposenta em 1990.

Mesmo após aposentada, em 1998, recebeu um convite do Ex-Prefeito Vitalino Patriota para dirigir a escola da vila, a Francisco Zeferino Pessoa, e como sempre foi apaixonada pela Educação, aceitou esse desafio. O convite era para passar 1 ou 2 anos e acabou dirigindo a escola por 12 anos.

Pode-se resumir que toda sua vida foi voltada para a Educação. Uma dedicação exclusiva que foi feita por Amor, nunca por obrigação. E esse é o legado que ela deixa para seus ex-alunos, colegas de profissão e família: trabalhou toda vida naquilo que amava e acreditava.

Deixar um Comentário