Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

Camilo Santana diz que não negocia anistia e que PMs do Ceará amotinados serão punidos

Publicado em Notícias por em 21 de fevereiro de 2020

Em conversa com o Blog do Camarotti, o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), disse que já abriu processo disciplinar para punição dos policiais militares amotinados que aterrorizam a população do estado.

Em 48 horas de motim, foram registrados 51 assassinatos no Ceará. Tropas do Exército patrulham as ruas de cidades da região metropolitana de Fortaleza.

O governador afirmou que não negociará qualquer anistia com os rebelados. E disse que a anistia tem sido um erro dos governos em todo o país. “Se a anistia acontecesse aqui, seria um grande prejuízo para o Brasil”, declarou Camilo Santana para em seguida completar:

“Os governos sempre anistiam essa classe, o que é um erro. É um erro do país. Eles (policiais) fazem isso porque acham que depois não vai dar em nada. Mas a minha decisão é inegociável. Todos estão sendo identificados e serão punidos com o rigor da lei. Estamos firmes. Não podemos ceder. Vamos dialogar com quem? Com bandido não dá.”

“A atitude [de Cid Gomes] foi de líder indignado com a forma com que alguns policias tentaram fazer na cidade dele. É inadmissível que policiais tenham atirado contra um cidadão desarmado, contra um senador que representa a população do Ceará. Todos estão identificados e serão punidos”, avisou Santana.

Deixar um Comentário