Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

A solidariedade sertaneja e o caso da pequena Marlene Vitória foram os temas de hoje (12) no Debate das Dez da Pajeú

Publicado em Sem categoria por em 12 de Fevereiro de 2014

Jpeg

No dia 21 de novembro do ano passado, Marlene Vitória, sua mãe, Jenifer Barbosa e uma rede de pessoas solidarias participaram do Debate das Dez com o intuito de divulgar o drama pelo qual passa a pequena Marlene.

Marlene sofre de uma doença rara, até então desconhecida pela grande maioria das pessoas, a epidermólise bolhosa, doença genética rara caracterizada por grande sensibilidade da pele e que necessita de tratamento especializado e medicamentos caros, sendo assim uma verdadeira rede solidária resolveu abraçar a pequena Marlene tentando fazer com que o seu sofrimento fosse amenizado.

Foi realizada uma campanha em prol de Marlene, onde as pessoas podiam ajudar de diversas formas com o tratamento.

O caso da pequena Marlene veio à tona depois de uma reportagem da TV Jornal e imediatamente causou muita comoção nas pessoas que de pronto passaram a ajudar da forma como podiam.

Relembre a reportagem:

Hoje (12) nos estúdios da Pajeú, Jenifer Barbosa, mãe de Marlene, o casal Denylson Inácio e Marcelle Veras e as amigas da família de Marlene, Madalena Brito e Patrícia Ramos, falaram da atual situação em que se encontra a pequena Marlene.

Devido a e-mail enviado por Denylson Inácio a este blogueiro, onde o mesmo questiona de forma genérica, mas usa um exemplo local de que as pessoas se unem para ajudar a um time de futebol, mas deixam casos como o de Marlene em segundo plano, outro assunto tratado durante o Debate das Dez foi à solidariedade sertaneja.

Veja abaixo reprodução do e-mail:

Queria aqui expor minha opinião sobre a atitude de boa parte da  população sobre doações e caridades. Fico impressionado como as coisas são fáceis para conseguir fundos para o futebol. Já para causas mais nobres como da criança Marlene Victoria, uma prótese para Lobsam, o caso do abrigo que há dez anos que se fala e nada.

Não só o futebol afogadense como o nacional. Nosso país não tem estradas, saúde, educação, segurança. Já vamos gastando milhões e milhões para uma Copa do Mundo. Parece que o jeito que temos é nos acostumar.

Não tenho nada contra o Afogados Futebol Clube apenas acho que tem coisas mais importantes para priorizar.

Denylson Inácio

No início da campanha em prol de Marlene, as doações chegaram com bom volume e isto ajudou muito no tratamento da menina que teve uma melhora considerável, mas já em dezembro houve uma queda neste volume e isto juntamente com a dificuldade que a família esta encontrando para fazer com que o estado custeie o tratamento, Marlene teve uma piora em seu estado, tendo um aumento nas lesões e febres.

Clique aqui e ouça o Debate na íntegra

Do Portal Pajeú Rádio Web

Deixar um Comentário