Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

Tereza Leitão reagiu com surpresa declaração de Carlos Veras e sugeriu “participação nos eventos do partido”

Publicado em Sem categoria por em 13 de fevereiro de 2014

9f267a49484ff60e7519d1b568515286

Tereza Leitão, Presidente Estadual do PT voltou a cobrar da CUT – leia-se Carlos Veras – um debate interno e não sob os holofotes da mídia a temas como os levantados pela Central Única dos Trabalhadores, que dentre outras coisas voltou a sinalizar que Armando Monteiro não representa o projeto da entidade para o Estado.

A petista lembrou que, no ato de aniversário do PT, na última segunda-feira (10) – que contou com a presença do dirigente –, o secretário-geral da legenda, o ex-prefeito João da Costa, apresentou aos participantes o roteiro da comissão criada para discutir a tática eleitoral.

Segundo ela, de hoje até o dia 21 de março, haverá reuniões com lideranças, partidos aliados do governo federal e dirigentes sindicais, inclusive com a CUT.

“A CUT, como instituição, pode se pronunciar livremente. Mas eu estranho esta cobrança porque está no nosso roteiro (a conversa com a Central)”, pontuou Teresa Leitão ao Jornal do Commercio. Ela recomendou Carlos Veras a participar dos eventos do partido e exaltou que a legenda vem buscando “unidade interna, fortalecimento das instâncias e preservação” desde o acordo do fim do ano passado em torno da eleição dos novos dirigentes do partido. Até então, o PT vivia um clima de guerra internamente desde a pré-campanha para a eleição de 2012.

“O problema que eu vejo é que algumas questões não precisam ir aos jornais. Queremos tirar o PT dessa fama de que tudo do partido torna-se do conhecimento de quem interessa e não interessa”, reclamou Teresa Leitão. Ainda ontem, ela ligou para lideranças da CUT-PE na tentativa de apaziguar os ânimos.

Deixar um Comentário