Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

Carlos Evandro comemora decisão da Câmara de adiar votação de suas contas, se diz surpreso com PT e chama Gilson Pereira de “desequilibrado”. Ouça.

Publicado em Sem categoria por em 18 de fevereiro de 2014
Ex prefeito comemora decisão da Câmara de adiar votação de suas contas.

Ex prefeito comemora decisão da Câmara de adiar votação de suas contas. Foto: Alejandro Garcia/Farol de Noticias 

O ex-prefeito de Serra Talhada, Carlos Evandro comemorou a decisão da Câmara de atender o requerimento do vereador Anailson Gomes (PTC) e não votar as suas contas de 2008, rejeitadas em primeira votação remetida à casa, mas que estão sendo reavaliadas após uma ação rescisória interposta por ele.

Havia expectativa de que mesmo com a ação no TCE em curso, as contas pudessem ser rejeitadas, o que não aconteceu graças à ação da bancada e do presidente Zé Raimundo. A exceção foi a posição do PT capitaneado por Sinézio Rodrigues, que era a favor da votação.

“Avalio como uma decisão acertada dos vereadores, da Câmara, do Presidente Zé Raimundo.  Me surpreende a posição do PT. Fizemos o prefeito Luciano, subimos no palanque, mas infelizmente não fui correspondido. Mas prevaleceu o bom senso e o equilíbrio de nossa bancada e do Presidente Zé Raimundo. Só me surpreendo com os companheiros do PT”, disse aí jornalista Luiz Carlos, das rádios Líder e A Voz do Sertão.

Carlos Evandro defendeu o direito de vistas ao processo. “Bandido que matou tem direito a defesa, porque não eu? Quero que o Tribunal aprecie e vote o mais rápido possível”.

Ele disse ainda não ter se apropriado de dinheiro público porque não precisa. Afirmou que o fato de ser pré candidato estaria causando a polêmica e arrematou. “Sem querer puxar a brasa prainha sardinha eu ganho deles tudinho”.

Perguntado sobre a votação do PT em uma próxima análise Carlos Evandro disse não estar mais preocupado com a situação do partido. “Não estou mais preocupado com o PT não. Vou buscar outras alternativas”.

O gestor disse ter sido erro de empresa de contabilidade contratada pela prefeitura que teria causado a rejeição. “Carlos Evandro não é contador não, é médico”.

Sobre a posição do vereador Gilson Pereira, que teve o mais duro discurso contra a decisão de postergar a votação, Carlão foi direto. “Esse rapaz é um desequilibrado. Ele não influencia mingúe porque todo mundo conhece ele”.

Clique abaixo e ouça na íntegra a avaliação do ex-prefeito:

Deixar um Comentário