Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

Projeto de Integração do São Francisco registra mais de 8 mil trabalhadores contratados

Publicado em Sem categoria por em 14 de janeiro de 2014

Recife-PE, 14/01/2014 – O Projeto de Integração do Rio São Francisco inicia o ano com um novo aumento no número de trabalhadores. Até o momento, o empreendimento registra 8.135 homens e mulheres contratados para trabalhar nas obras dos Eixos Norte e Leste, nos Estados de Pernambuco, Paraíba e Ceará.

Em novembro de 2013, o ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira, antecipou a tendência no aumento das contratações para o início deste ano, em razão dos avanços ocorridos no empreendimento. “O ano de 2014 será de muita aceleração nas obras. Isso significa que conseguiremos cumprir as metas de execução do projeto até 2015”, declarou o ministro.

Todos os trechos do projeto estão mobilizados. Cerca de duas mil máquinas trabalham diariamente. As três estações elevatórias do Eixo Norte, que são responsáveis por bombear a água do rio São Francisco até Pernambuco, Ceará e Paraíba, estão funcionando 24 horas por dia. As atividades no maior túnel da América Latina para transporte de água, o Cuncas 1,  também estão ocorrendo em três turnos de serviço.

Segundo o ministro, o Projeto de Integração do Rio São Francisco atenderá 390 municípios. “Essa obra significa água para mais de 12 milhões de pessoas em quatro estados [Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte]”, disse. “Quando concluído, será a principal fonte de água de adutoras em nível estadual, como a Adutora do Agreste (PE), as Vertentes Litorâneas (PB) e o Cinturão das Águas (CE)”, completou Teixeira.

A previsão é que durante este ano 100 quilômetros de obras do Eixo Leste e 100 quilômetros do Eixo Norte sejam entregues neste ano e que todo o empreendimento seja concluído em 2015. A geração de empregos no semiárido coincide com o período de seca, quando a oferta de trabalho é menor. A obra representa a garantia de segurança hídrica em uma região onde os ciclos com escassez de chuva são periódicos.

Deixar um Comentário