Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

Corpos de família morta no Ceará são sepultados no Sertão

Publicado em Notícias por em 8 de dezembro de 2018

João Batista foi homenageado na frente da loja em que ele era proprietário
Foto: Orlando Santos/ TV Jornal Caruaru

Duas das vítimas foram sepultadas em Serra Talhada, enquanto as outras três serão em São José do Belmonte

JC Online / Com informações da TV Jornal Caruaru

Sob forte comoção, os corpos do empresário João Batista Magalhães, de 46 anos, e o filho Vinícius Magalhães, 14, foram sepultados por volta das 10h da manhã deste sábado (8), em Serra Talhada, no Sertão do Estado. As vítimas morreram numa troca de tiros em uma tentativa de assalto em Milagres, no Ceará.

Familiares, estudantes, amigos e comerciantes participaram do sepultamento do empresário e do adolescente. João Batista foi homenageado na frente da loja em que ele era proprietário, com as pessoas aplaudindo e realizando uma oração na frente do local.

O enterro da cunhada de João Batista, Claudineide Campos de Souza, 42, do marido dela Cícero Tenório dos Santos, 60, e do filho do casal, Gustavo Tenório dos Santos, 13, vai acontecer ainda neste sábado em São José do Belmonte, também no Sertão.

Governo de Pernambuco

Durante a tarde, o Governo de Pernambuco divulgou nota informando que o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, entrou em contato com a secretária de Justiça e Cidadania do Ceará, Socorro França, para pactuar ações de apoio relacionadas ao caso. Leia a nota:

O Governo de Pernambuco, por intermédio do secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, realizou contato com a secretária de Justiça e Cidadania do Ceará, Socorro França, para pactuar ações de apoio relacionadas ao fato ocorrido na madrugada desta sexta (07 de dezembro), no município dos Milagres, a 140 quilômetros de Serra Talhada/PE. O fato vitimou 12 pessoas, sendo cinco pertencentes a uma mesma família de Pernambuco.

O secretário solicitou uma maior agilidade na liberação das perícias tanatoscópicas das vítimas pernambucanas. Pelas informações obtidas até o momento, serão solicitados esclarecimentos do fato que deverá ficar sob responsabilidade da Corregedoria Geral de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará. Para o secretário Pedro Eurico “São vítimas que foram chacinadas numa operação aparentemente infeliz”.

No mesmo sentido, a equipe da SJDH atuará no apoio psicológico, assistencial e jurídico aos familiares das vítimas e, neste momento, a equipe do Centro Estadual de Apoio as Vítimas de Violência (Ceav) se desloca para o município.

Deixar um Comentário