Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

Wellington Rocha ministra oficina de rádio para crianças em Afogados da Ingazeira

Publicado em Sem categoria por em 6 de março de 2014

Com informações de Rodrigo Lima

O rádio é um veículo de comunicação apaixonante. Apesar das novas tecnologias – o rádio sobreviveu à televisão, ao computador, aos jogos eletrônicos – continua emocionando e mobilizando gerações.

Afogados da Ingazeira possui duas das emissoras de rádio, líderes de audiência na região – as rádios Transertaneja FM e Pajeú AM. Esta última, pioneira no Sertão. Uma terra fértil na produção de grandes talentos radiofônicos.

Buscando fortalecer esta paixão junto às crianças, a Prefeitura de Afogados da Ingazeira está promovendo uma Oficina de Rádio com alunos da rede pública municipal de ensino. Segundo a Secretária Municipal de Educação, Veratânia Morais, os alunos estão bastante empolgados com as aulas. “Esse é um projeto que visa mostrar a importância do rádio na difusão da informação, mas também mostrar aos alunos o potencial do rádio como ferramenta educadora”, destacou Veratânia.

“Que Galego lindo…” – O amigo Wellington explica e ensina importância do Rádio a convite da Secretaria de Educação do Município. Foto : Ascom

São cinco turmas, de vinte alunos cada, na Escola Municipal Maria Gizelda Simões Inácio, que atende 800 alunos dos bairros Costa e São Sebastião. A Escola conta com seis caixas de som espalhadas pelo pátio e corredores da unidade, que transmitem a produção dos alunos da oficina, em horários de intervalo e recreio, de modo a não interferir no horário das aulas e no aprendizado dos alunos.

As aulas são ministradas pelo radialista Wellington Rocha, apresentador do programa “A hora das broncas”, na Rádio Transertaneja FM. “Tem sido muito gratificante poder ver a alegria das crianças que participam da oficina. Acho que esse trabalho vai render bons frutos. Mesmo no começo (da oficina), já enxergo alguns talentos mirins dentre os alunos,” afirmou Wellington.  O Projeto tem duração de seis meses.

Deixar um Comentário