Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

Prefeita de Betânia pagou mais de R$ 13 milhões em espécie e não recolheu previdência. Teve contas rejeitadas pelo TCE

Publicado em Sem categoria por em 9 de janeiro de 2014

Foto: Divulgação da Internet

Em sessão ordinária realizada hoje (9) a 1ª câmara do TCE julgou irregulares as contas do exercício de 2011 da prefeita Eugênia Araújo. Segundo publicação no site do TCE, o relator e auditor substituto Carlos Pimentel verificou excessos de pagamento em dinheiro, repetidamente criticados pelo TCE em exercícios anteriores, numa soma que se aproximou dos R$ 13 milhões.

Além disso, ausência  de aplicação financeira dos recursos em caixa, configurando afronta ao Princípio contábil da Eficiência, além de renúncia de receitas. A prefeita não recolheu 68% das contribuições ao Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) e 74% das contribuições ao Regime Geral de Previdência Social (RGPS).   Também houve  Burla ao concurso público, tendo sido verificada reiterada contratação temporária para cargos de caráter permanente na estrutura administrativa do município.

“Por essas razões, as contas foram julgadas irregulares e o relator aplicou as seguintes multas à prefeita de acordo com as falhas abaixo elencadas:— R$ 10 mil pela não aplicação financeira dos recursos em caixa da Prefeitura;— R$ 7 mil por falhas na gestão previdenciária e burla ao concurso público;—R$ 7 mil por excesso de pagamento “em espécie.” Ficou ainda determinado o envio de cópia do Relatório preliminar que embasou o voto do relator para o atual gestor do Município de Betânia”. Cabe recurso.

Por Heleno Filho – Especial para o Blog

Deixar um Comentário