Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

Promotor Lúcio Almeida diz que “há pleitos mais importantes na pauta do MP” do que o cobrado pelo PT na imprensa

Publicado em Sem categoria por em 19 de fevereiro de 2014

J

No Debate das Dez de hoje, o promotor de justiça Dr. Lúcio Luiz de Almeida Neto, falou das ações do Ministério Público na região do Pajeú, educação, saúde, segurança e infraestrutura foram alguns dos assuntos discutidos.

Lúcio pontuou sobre a recente cobrança do PT, de resposta ao ofício onde denunciou o uso da máquina na chamada “Agenda 40”, na então gestão Totonho, em 2011. “Entendo a cobrança do PT e se não me engano o MP respondeu à cobrança. Vou encaminhar à promotora que me substitui enquanto estou de férias. Mas entendo que dentre tantos temas na pauta, a utilização de um servidor para colocar uma faixa em um determinado evento é um problema menor entre tantas questões que debatemos na nossa pauta”. Lucio afirmou que à época houve a resposta por parte da Prefeitura de que outras entidades assim como o partido PSB haviam solicitado colocação de faixas e foram atendidos.

O promotor disse respondendo a demandas dos ouvintes que o MP está deflagrando fiscalização da execução do saneamento  global pela empresa MAF, contratada pela Compesa e muito questionada na cidade. Também afirmou que a prefeitura deve definir de uma vez por todas o modelo que quer para a fiscalização do trânsito na cidade. “Precisa definir se vai fazer como São José do Egito ou se vai adotar outro modelo.

Na área da saúde, disse que o MP quer melhor qualidade no atendimento à população que te ve alguns avanços pontuais em cidades como Afogados mas precisa melhorar muito “”Uma das prioridades do grupo de promotores do Pajeú é melhorar a qualidade do atendimento nos postos de saúde, que seria a estratégia da saúde da família e pelos agentes comunitários de saúde, para que a gente tenha o desafogamento dos hospitais, das unidades de atendimento, que não seriam situações de urgência e emergência que vão para estas unidades porque o posto de saúde e o atendimento da questão básica da forma como ela é preconizada pelo Ministério da Saúde não é feito. Ele defendeu o Mais Médicos.

Também defendeu a cobrança de que  o transporte escolar seja regularizado no Pajeú. “Há uma ação ampla com todos os promotores, que baixaram recomendação para essa questão do transporte escolar. Já soube de alguns municípios que já adequaram e quero dizer que todas as prefeituras receberam a mesma recomendação. Instauramos procedimentos para acompanhar o cumprimento disso, porque não é só a qualidade do transporte que estamos querendo. É a questão também da racionalização do recurso com a otimização das rotas”.

Clique aqui e ouça o Debate na íntegra, através do Portal Pajeú Radioweb.

Deixar um Comentário