Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

Presidida por sertanejo, CUT-PE alerta PT e descarta apoio a Armando Monteiro

Publicado em Sem categoria por em 13 de fevereiro de 2014

51acbd38548194566ffcee7de8108923

Filiado ao PT, o presidente da Central Única dos Trabalhadores de Pernambuco (CUT-PE), Carlos Veras, cobrou ontem da direção da legenda participação no diálogo que está sendo feito em torno do posicionamento que o partido tomará na eleição para o governo do Estado. O dirigente sindicalista ainda demonstrou resistência em apoiar a candidatura do senador Armando Monteiro Neto (PTB), como deseja a cúpula nacional do PT. Lideranças locais ainda cogitam lançar nome próprio. A decisão deve ser tomada até março.

“A Central defende os interesses dos trabalhadores, nada contra o senador, mas avaliamos que Armando Monteiro tem uma trajetória ligada ao empresariado e aos grandes usineiros. Nossa perspectiva é de que seja construída uma candidatura voltada também para as reivindicações dos trabalhadores”, defendeu Carlos Veras, em nota enviada pela assessoria de imprensa da CUT.

download

O Presidente da CUT, Carlos Veras

 

Ele argumentou que, quando o parlamentar presidiu a Confederação Nacional das Indústrias (CNI), “atendeu somente aos interesses do segmento empresarial” e criticou a defesa feita pelo petebista do projeto de lei 4330/2004 – em trâmite no Congresso –, que, no entendimento do presidente da CUT-PE, prevê a terceirização “sem limites” das relações de trabalho.

Em conversa com o JC On Line, Carlos Veras disse que só apoiará o senador se perceber comprometimento dele com as causas dos trabalhadores e avaliou que o PT tem quadros competitivos, como deputados federais e estaduais, para disputar o Palácio das Princesas.

Falando recentemente ao blog, o Deputado João Paulo (PT-PE), defendeu o Senador e comentou a posição da CUT e de Carlos Veras. “Entendo a intervenção de Carlos Veras mas primeiro, nós já apoiamos Armando para o Senado. É importante lembrar que Armando representa um setor da sociedade. É empresário, foi presidente da CNI, mas não pudemos negar que ele vai ser candidato a governador, não a Presidente da  Fiepe. Será para o conjunto do Estado como um todo inclusive para os trabalhadores.  Já conversei com ele e ele tem essa clareza. Lá não é a Fiepe ou Sindicato Patronal”.

Deixar um Comentário