Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

Outro lado: Humberto Costa defende Mais Médicos

Publicado em Sem categoria por em 13 de março de 2014
129_1154-humberto-costa

O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), defendeu nesta quarta-feira (12) em discurso na tribuna da Casa os avanços na quantidade de profissionais inscritos no Mais Médicos e o aperfeiçoamento do programa executado pelo governo federal. De acordo com o petista, os 13.235 médicos solicitados por todos os municípios participantes do programa estarão em seus postos de trabalho até o fim deste ano.

Já no próximo mês, 3.241 cidades brasileiras e 32 distritos indígenas, que concentram uma população de mais de 33 milhões de pessoas, serão contemplados pelo Mais Médicos. “O governo da presidenta Dilma, que é comprometido com metas e com a gestão exemplar das políticas públicas, atenderá até o fim do ano todas as demandas feitas por todos os municípios. Este País voltava as costas a esses brasileiros antes desse processo de inclusão social sem precedentes iniciado pelos governos do PT”, declarou o senador.

O parlamentar criticou parte da oposição, que tenta – movida pelo ódio ou inveja – inviabilizar o programa. Para Humberto, porém, nenhuma instituição do País, incluindo o Tribunal de Contas, o Ministério Público ou o Judiciário do Trabalho, “vai se dobrar a uma jogada política de meia dúzia de bem-nascidos”.

O líder do PT ressaltou ainda que não há quaisquer reticências para o governo em fazer ajustes no programa, como o aumento salarial concedido aos médicos cubanos recentemente. “Elevamos a R$ 3 mil a bolsa de um cubano que vem designado para servir no Brasil, ou seja, o mesmo salário que recebe, hoje, um médico residente brasileiro, além dos auxílios para moradia e alimentação aos quais eles têm direito”, disse.
HPV

O líder do PT também registrou o lançamento da campanha de vacinação contra o HPV, principal vírus causador do câncer do colo do útero. Para Humberto, a presidenta Dilma e o ministro da Saúde, Arthur Chioro, garantem com a medida que 5,2 milhões de meninas brasileiras entre 11 e 13 anos recebam a imunização gratuita em escolas públicas e privadas do país este ano.

Deixar um Comentário