Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

Orquestra Isaías Lima encerrou Carnaval de Triunfo

Publicado em Sem categoria por em 5 de março de 2014

Os trombones e trompetes da Orquestra Isaías Lima ecoam em Triunfo há 123 anos, tempo que deu ao grupo o título de orquestra mais antiga do sertão de Pernambuco. Antiga em história, mas bem atual no repertório que incluiu frevos como o “Frevo dos Quatro Cantos” de Alceu Valença, que, junto com outros, embalou a despedida do Carnaval dos Caretas no pátio de eventos na terça-feira, 4.

SONY DSC

Sempre que os dez integrantes se apresentam fazem questão de homenagear o saudoso maestro José Madureira que comandou a orquestra por 60 anos e que dá nome ao pátio de eventos. Outro maestro, Lucivaldo Ferreira, com dez anos na direção do grupo, agora canta os frevos junto com os músicos.

A missão da despedida foi dada a eles, depois de uma maratona de shows com outros ritmos bem diferentes do frevo. Ainda era o início da tarde da terça de Carnaval quando o cantor Serginho e a Banda Simbora fizeram o aquecimento. A multidão já somava dez mil pessoas, pelos cálculos da Polícia Militar, quando o grupo Karametade deu início ao show com direito a uma homenagem ao cantor Reginaldo Rossi com o sucesso “Garçom”.  Em seguida a banda Santa Clara segurou ainda mais a multidão já durante a noite.

SONY DSC

O gostinho da saudade veio então com a Orquestra Isaías Lima, mostrando que o frevo permanece insuperável. Na abertura, o grupo fez uma adaptação do frevo “Olinda nº 2” de Clídio Nigro e Clóvis Pereira, conhecido com Hino do Elefante de Olinda. O ex-maestro Lucivaldo Ferreira soltou a voz: “Triunfo, quero cantar a ti essa canção”. A maratona ao som dos trombones e trompetes durou quase duas horas e a força do frevo anunciou o final dos seis dias de folia em Triunfo.

Deixar um Comentário