Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

Opinião : o governador e o Mais Médicos

Publicado em Sem categoria por em 13 de março de 2014

6p8icoreb9uh0yaz1wdb3qdq2

Por João Veiga*

“O governador Eduardo Campos (PSB) disse que o programa Mais Médicos, do Governo Federal, nos moldes do que é praticado atualmente, pode ser interpretado como uma coisa mais para fazer o marketing que para trazer saúde ao povo”.

É isso que falamos insistentemente em relação a esse programa Mais Médico do governo Dilma e do PT.

Só agora, depois de 12 anos o governo Dilma e do PT descobre que falta médicos na atenção básica e em cidades pequenas de todo o Brasil?

Qual o impacto desses “médicos” cubanos que não provam que são médicos, não recebem o salário integral do valor contratualizados e pago pelo governo brasileiro e são restritos na atuação como médico por orientação do ministério da Saúde?

Vamos inaugurar uma Upa-especialidades em Afogados da Ingazeira e Serra Talhada ainda esse mês. Lá vamos realizar endoscopias digestivas, ultrassonografias, ecocardiografias e vários exames de média complexidade. Mandaremos para os “médicos” cubanos o seguinte laudo de endoscopia: “gastrite enantematosa de moderada intensidade restrita ao Antro”. O que os “médicos” cubanos farão com esse paciente e o laudo? Mandar para um gastroenterologistas já que ele tem “atendimento registro a atenção básica”?

O que a atenção básica precisa é um programa que fixe o profissional médico e não médico nessa linha de atenção com salários atraentes, plano de cargos e carreira, capacitação obrigatória e metas estabelecidas e obrigadas a serem cumpridas.

O resto é politicagem e má fé.

*João Veiga é médico e foi gestor em saúde.

Deixar um Comentário