Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

Oficinas do Projeto Mulheres na Caatinga valorizam saber popular das mulheres

Publicado em Sem categoria por em 19 de março de 2014

 Imagem 695

A Casa da Mulher Nordeste através do Projeto Mulheres na Caatinga, com patrocínio do Programa Petrobras Ambiental e em parceria com o Núcleo de Estudos, Pesquisa e Práticas Agroecológicas do Semiárido (Neppas/UFRPE), iniciou neste mês de março uma maratona de dezenove oficinas temáticas sobre Bioma Caatinga, Agroecologia, Direitos das Mulheres e Feminismo.

O objetivo foi propiciar uma educação ambiental e feminista, valorizar os conhecimentos e experiências das mulheres em relação à caatinga e seus conhecimentos tradicionais, construir estratégias e fomentar reflexões sobre os direitos das mulheres e contribuir para que as mulheres construam uma visão integrada da própria comunidade, município e território.

As oficinas estão sendo realizadas no Sertão do Pajeú, nos municípios de Afogados da Ingazeira, Brejinho, Carnaíba, Flores, Iguaracy, Ingazeira, Mirandiba São José do Egito, Serra Talhada, Santa Cruz da Baixa Verde, Triunfo e Tabira e alcançarão um público de 210 mulheres participantes diretas do projeto e mais aproximadamente 840 que participam indiretamente do processo.

Imagem 695

O bioma Caatinga está sendo abordado a partir de suas potencialidades no que diz respeito à alimentação humana e animal, a sua capacidade fitoterápica, ao uso de recursos energéticos de forma sustentável e a convivência com o semiárido; a agroecologia, com ênfase nas práticas e alternativas sustentáveis como plantio diversificado e cobertura morta, o uso de defensivos naturais (Nim – repelente e vermífugo natural, preparo de caldas com essências da Caatinga e controle biológico), além de exclusão de insumos externos (agrotóxicos e fertilizantes químicos).

Já sobre direitos das mulheres e feminismo a discussão gira em torno dos direitos humanos das mulheres, relações de gênero, trabalho produtivo e reprodutivo, a visibilidade e valorização do trabalho desenvolvido pelas mulheres, direitos sexuais e reprodutivos, e enfrentamento a violência contra a mulher.

Por Juliana Lima

Deixar um Comentário