Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

Afogados : Local de parque em festa tradicional revolta Pároco e população. Prefeitura alega que MP encaminhou decisão.

Publicado em Sem categoria por em 26 de dezembro de 2013
Festa tem 184 anos de tradição, mas parque no centro não pode.

Festa tem 184 anos de tradição, mas parque no centro não pode.

A definição da localização do Parque de Diversões durante a Festa do Padroeiro Senhor Bom Jesus dos Remédios, evento religioso que tem 184 anos, está revoltando a  população de Afogados da Ingazeira, se constituindo na polêmica da vez.

O fato é que o parque ficou localizado na área que um dia abrigará um pátio de eventos na cidade, em local sem nenhuma infraestrutura, iluminação, banheiros ou qualquer condição de abrigar sua estrutura.

O local também fica distante do centro, onde acontece toda a movimentação da festa religiosa, na Catedral na Praça Arruda Câmara e do palco armado na Avenida Rio Branco.

Muitas pessoas tem reclamado à Rádio Pajeú do fato de que de um lado houve liberação para o palco se instalar na Avenida Rio Branco nos eventos, não houve liberação para instalação do parque infantil. “Tenho uma filha de 4 anos ela gosta muito de parque. Infelizmente com os parques naquele lugar eu não levo”, diz Ana Paula, em opinião seguida por muitos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Local fica em área isolada, mal iluminado e mal estruturado. Foto : Afogados On Line.

O Padre Josenildo Nunes de Oliveira, Pároco do município, também reclamou muito. “É uma falta muito grande que faz o parque, pela magia que traz, de encantamento à festa. Não sei porque Afogados é diferente”, diz, lembrando que em cidades como Serra Talhada e no centro do Recife, na Festa do Carmo, os parques são colocados no centro em nome da tradição e não há problema. “No Centro do Recife, no período o parque está lá até mudam as linhas de ônibus”.

Secretário de Cultura e Esportes do município, Alessandro Palmeira responsabiliza encaminhamento tirado pelo MP, através da promotora Fabiana Albuquerque, que realizou reunião e encaminhou a mudança com base no ordenamento urbano. “Uma reunião tirou esses encaminhamentos e não tivemos como rever”, disse, com base nas críticas que o governo tem recebido. Segundo ele, em contato com a promotora ela informou que só haveria uma forma de alterar um local : em outra reunião, para 2015.

 

Deixar um Comentário