Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

João Paulo : “PSB não vai travar na Câmara projetos essenciais para o Brasil”

Publicado em Sem categoria por em 4 de fevereiro de 2014

joaopaulorec

O Deputado Estadual João Paulo falou esta manhã para o programa Manhã Total (Rádio Pajeú) sobre a retomada dos trabalhos na Câmara dos Deputados. João Paulo  falou da retomada dos trabalhos em ano de Copa e Eleições, da relação com o PSB e do prazo para definição do PT estadual em relação a 2014.

Nesta terça-feira (4), líderes partidários das duas casas legislativas farão reuniões para definir a pauta de votações prioritárias. Na Câmara, o presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), listou o Marco Civil da Internet, o novo Código da Mineração e a regulamentação do trabalho doméstico, já aprovado no Senado, como prioridades para 2014. Leia a entrevista :

Como será para administrar a pauta da Câmara com Copa do Mundo e principalmente eleições?

Esse ano será atípico com grandes disputas nos estados no brasil e em particular para presidente.   Como as pesquisas indicam vitória no primeiro turno para Dilma, isso deve facilitar a política de alianças e atrair maior número de partidos. Tão aí os dados da Veja que mostra o que era realidade das periferias do país e como estão hoje 10 anos depois. Embora sendo ano eleitoral e com Copa, não vai haver nenhum fato que quebre o ritmo.

Mas até lá como será administrar a diminuição da base de apoio com a saída do PSB?

Não acredito porque conhecemos o PSB, nosso aliado até pouco tempo. Não acredito que haverá atitude irresponsável do PSB que vá prejudicar o Brasil. Qualquer partido que derrote projetos essenciais para o Brasil vai soar negativamente. Nenhum vai .

Os protestos previstos para a Copa não vão atrapalhar Dilma ?

Quando fui prefeito em Recife sempre dizia que os momentos mais alegres era quando eu via um carro de som protestando contra alguma coisa. Serve para reorientar o governo, corrigir algumas secretarias ou Ministérios que não dêem resultado. Temos experiência no Brasil inteiro para conviver com essa realidade.

E em Pernambuco, qual será prazo para o PT enfim se definir por Armando ou por candidatura própria ?

Acredito que no primeiro momento o partido vai esperar decisão do PSB. Vamos escolher por candidatura própria ou apoio a Armando. Se o caminho for apoio a Armando há perspectiva do PT indicar um dos candidatos a Senador. Falta definir essa questão dos cargos ocupados no Governo do PSB. Mas é importante compreender que vivemos clima de apoio no governo e isso foi quebrado não por conta da realidade local, mas pelo PSB em nível nacional quando rompeu com o PT. Mas isso não vai atrapalhar a estratégia do partido. Do ponto de vista da posição de Lula, Dilma e Rui Falcão eles vão respeitar a decisão estadual mas dão sinais em torno  do apoio a Armando.

Alguns setores do PT tem resistência a Armando. O Presidente Estadual da CUT, Carlos Veras, disse que ele representa o empresariado. Como quebrar isso?

Entendo a intervenção de Carlos Veras mas primeiro, nós já apoiamos Armando para o Senado. É importante lembrar que Armando representa um setor da sociedade. É empresário, foi presidente da CNI, mas não pudemos negar que ele vai ser candidato a governador, não a Presidente da  Fiepe. Será para o conjunto do Estado como um todo inclusive para os trabalhadores.  Já conversei com ele e ele tem essa clareza. Lá não é a Fiepe ou Sindicato Patronal.

Deixar um Comentário