Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

Inocêncio amarga o preço do isolamento e se arrependeu da aposentadoria

Publicado em Sem categoria por em 27 de janeiro de 2014

do Farol de Noticias 

Em outros tempos, o deputado Inocêncio Oliveira (PR) fazia mais de 50 ligações telefônicas por dia e era consultado sobre tudo. Hoje, o deputado republicano não é consultado sobre quase nada quando o assunto é o jogo da sucessão em Pernambuco. Segundo a jornalista Sheila Borges, do JC, para os amigos mais íntimos, Inocêncio tem se queixado do isolamento e até guarda sinais de depressão após ter anunciado a sua aposentadoria na política. Ainda segundo a jornalista, o cacique teria se arrependido de ter antecipado sua saída do jogo político.

A análise de Sheila Borges bate com os últimos lances jogados pelo deputado. Ele (Inocêncio) tem se aproximado do vice-governador João Lyra Neto, que assume o governo de Pernambuco a partir de abril. Como não foi ouvido sobre o processo de discussão da chapa que está sendo desenhada pelo governador Eduardo Campos (PSB), Inocêncio escalou o seu primo, o deputado Sebastião Oliveira (PR) para ser o porta-voz do seu desejo: emplacar o nome na chapa majoritária como candidato a vice-governador de quem quer que seja. No início deste mês, “Sebá” deu uma longa entrevista para um jornal da Capital mostrando que o primos tinha direito em marcar este voo.

Para não ficar tão isolado, Inocêncio Oliveira ainda mantém uma agenda cheia em seu escritório político em Recife, onde atende prefeitos e lideranças do interior. Mas está sem força na máquina do Estado. Perdeu a secretaria de Transportes e o seu cargo de confiança no Departamento de Estradas e Rodagens (DER) foi demitido. Entretanto, há informações que Inocêncio estaria se aproximando do senador Armando Monteiro Neto. O alvo: ficar na chapa petebista como candidato a vice-governador. Ate abril os caminhos do deputado Inocêncio Oliveira devem estar mais abertos.

Deixar um Comentário