Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

História: Seminário celebra 100 anos de Nazaré do Pico e homenageia volante que enfrentou Lampião

Publicado em Notícias por em 11 de outubro de 2017

O Seminário Cariri Cangaço, nascido de um grupo de estudiosos e pesquisadores, evento que já percorreu várias cidades do Nordeste por onde o movimento foi registrado chegará a Nazaré do Pico, município de Floresta, em meio às comemorações dos seus 100 anos.

A programação começa nesta quinta (11), em Floresta, a partir das 19h, quando haverá a solenidade de abertura, na Praça do Batalhão, centro histórico de Floresta.Haverá apresentação do projeto por Geraldo Ferraz e Juliana Pereira, saudação do prefeito Ricardo Ferraz, entrega de diploma ao município, títulos “Amigo do Cariri Cangaço”, posse de novos conselheiros e debate sobre A Importância e o Legado do Batalhão, referência ao grupo de  mais de 100 filhos de Nazaré e arredores que se se dedicaram a perseguir Lampião.

Na sexta pela manhã, saída para Fazenda Favela com visita guiada e conferência “O Fogo da Favela”, com Marcos de Carmelita e Cristiano Ferraz. A tarde, lançamento dos cordéis Cariri Cangaço e visita ao patrimônio hstórtico de Floresta.

À noite, na Câmara Municipal de Floresta, Sessão Solene de Concessão do Título de Cidadão a Manoel Severo Gurgel Barbosa. Serão lançados “Lampião em 1926″, de Luiz Ruben Bonfim,  “Dos Mitologemas na Imortalidade do Passado Lampiônico”, de Verluce Ferraz e “Lampião na Historiografia de Sergipe”, de Archimedes Marques. O debate terá como tema “Missa do Vaqueiro: Uma História de Fé, Amor e Tradição”, com Helena Câncio, Presidente da Fundação Padre João Câncio.

No sábado, 8h30, saída para Nazaré do Pico, onde haverá dentre as atividades visita a propriedade Poço do Negro, local da segunda morada de Virgulino Ferreira. Na Rodada de conversa, Pedro Ferreira, Manoel Isidoro e pesquisadores debatem a passagem do grupo de Lampião pelo local.

Haverá ainda homenagens póstumas aos Nazarenos Mortos por Lampião, Hildebrando Nogueira, o Netinho Flor e Tadeu Menezes, policial militar.

A tarde,  Roteiro no Rastro da História Nazarena, com visita às Residências dos Nazarenos e Monumentos da Vila. Haverá encontro na Igreja e Cortejo ao Cemitério Local, além de homenagem do Cariri Cangaço aos Nazarenos mortos e Sepultados no Campo de Batalha. Ao final, uma homenagem do Cariri Cangaço à família de João Gomes de Lira, um dos combatentes que lutou contra o grupo de Lampião e escreveu um livro sobre a história, “Lampião: Memórias de um Soldado de Volante”.

Deixar um Comentário