Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

Fogo amigo na oposição em ST: Victor Oliveira diz que Carlos Evandro tem estilo antigo e contas com a justiça

Publicado em Notícias por em 11 de fevereiro de 2019

Farol de Notícias

O jovem empresário e pré-candidato a prefeito para 2020, Victor Oliveira (PR), neto do ex-deputado Inocêncio Oliveira, não ficou por baixo e alfinetou o aliado e ex-prefeito Carlos Evandro (PSB) em entrevista de rádio nesta segunda-feira (11).

Na semana passada, Carlos não deu garantias de apoiar o nome de Victor em 2020 [relembre aqui], principalmente, demonstrando insatisfação diante críticas a sua pessoa disparadas contra ele na rádio que Victor administra.

O neto de Inocêncio, numa clara resposta, rebateu – ao Frequência Democrática, na Vilabela FM, que Carlos pode tomar a decisão que quiser, mas antes de tudo precisa resolver contas rejeitadas na Justiça. Ainda, segundo Victor, Evandro tem um jeito antigo de governar, diferente da maneira dele, a qual classificou como ‘correta, eficiente e organizada’.

Indagado sobre a possibilidade de um possível apoio a Carlos em 2020, Victor freou:

“Tudo depende de projeto. Meu pai sempre me ensinou uma coisa: se você quer uma coisa bem feita, faça você mesmo. Então, mão no fogo eu só boto por mim. Por isso que estou elaborando um projeto, estou construindo algo consistente e robusto para mudar de fato a administração em Serra Talhada. Só não está na hora de conversar sobre isso ainda. Não está no tempo”.

Análise autocrítica

Ainda mirando o fogo em Carlos, Victor Oliveira revelou que acredita que Evandro é inelegível e não poderá concorrer ao cargo de prefeito em 2020.

“Ele como liderança e como cidadão, ele tem o total direito e liberdade de escolher qual o projeto que ele apoia, se ele vai elaborar um projeto próprio… E se a Justiça deixar ele colocar o projeto dele à disposição da população, porque por enquanto ele está inelegível. Eu não tenho conhecimento sobre Direito, mas com os advogados com quem conversei disseram que não tem como [Carlos sair candidato]. Mas quem tem que responder é ele. É responsabilidade dele a questão das contas que não foram aprovadas pelo Tribunal de Contas, ele primeiro tem que se revolver com a Justiça e depois vê o que é que vai fazer dentro do partido”, alfinetou Victor Oliveira, assegurando:

“Não tem problema nenhum se ele não quiser me apoiar. Cada um tem o seu perfil, sua ideologia e seu jeito de fazer política e o [jeito] dele todo mundo já sabe e já viu. E eu tenho total convicção de que a cidade Serra Talhada vai me dá a chance de mostrar a que eu vim, né? Deixar minha marca em Serra Talhada e mostrar como é que se faz uma política correta, eficiente, organizada para trazer benefício para a população como um todo e não só para um grupo de amigos.”

Deixar um Comentário