Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

Empresário denuncia : mulher de suplente de vereador tabirense é cadastrada no Bolsa Família

Publicado em Notícias por em 18 de novembro de 2015
Arimateia: indignado com situação verificada no programa

Arimateia: indignado com situação verificada no programa

Téa da Damol diz que fica cada vez mais surpreso com o descaso do poder publico na cidade. Mulher de Vianey Justo aparece na lista

O empresário tabirense José de Arimateia, o Téa da Damol, questionou em sua página no Facebook problemas ligados ao Bolsa Família na Cidade das Tradições, a partir do debate travado em Solidão com denuncias de uso irregular do programa.

Téa afirmou que a cada dia que se passa, fica mais surpreso com o descaso do poder publico na cidade. “Enquanto pessoas que se enquadram para receber o Bolsa Família são excluídos e outros que não precisam meramente por apadrinhamento politico estão recebendo”.

Segundo ele, há um funcionário da Câmara de Vereadores de Tabira recebendo o benefício. Detonou Téa: “Hoje o custo operacional dessa Câmara por mês custa para ao contribuinte quase R$ 150 mil e essas coisas absurdas estão acontecendo em uma instituição que tem o dever e a prorrogativa de fiscalizar e nada faz”.

Vianey Justo, ligado ao grupo de Dinca. Abaixo, o nome da mulher na lista de cadastrados do programa, denunciado por Téa

Vianey Justo, que  já foi ligado ao grupo de Dinca e hoje é do chamado GI. Abaixo, o nome da mulher na lista de cadastrados do programa, denunciado por Téa

IMG-20151118-WA0034

Cético, se questionou a quem deveria se reclamar . O nome que segundo ele recebe indevidamente é o de Maria Aparecida Ferreira de Lima, 41 anos, esposa de  João Vianey Justo , suplente de vereador e pré candidato em 2016. Aparecida, hoje servidora da Câmara, já atuou na Assistência Social na gestão Dinca. Vianey é proprietário de funerária. Já foi ligado ao grupo de Dinca Brandino e hoje é do chamado GI, Grupo Independente, formado justamente pra questionar as malfeitorias de Dinca, Josete, Sebastião e correlatos.

Coincidentemente,  o vereador Djalma das Almofadas usou a tribuna da Câmara durante a última sessão  para apresentar uma sugestão a Coordenação do Programa Bolsa Família em Tabira.

Citando as irregularidades apresentadas pelo Bolsa Familia em Solidão, Djalma disse que não acredita que em Tabira a situação seja tão grave quanto Solidão, mas admite a existência de irregularidades.

Já o vereador Zé de Bira falando pela Casa Legislativa pediu em nome da justiça social no município que a Coordenação do Bolsa Família envie a relação das famílias beneficiadas, com base no Portal da Transparência. Já podem começar em casa…

Deixar um Comentário