Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

Doria tenta encontro com Bolsonaro no Rio, mas presidenciável não aparece

Publicado em Notícias por em 13 de outubro de 2018

Blog do Valdo Cruz

O candidato do PSDB ao governo de São Paulo, João Doria, foi ao Rio nesta sexta-feira (12) em busca de um encontro com o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL). A intenção era gravar um vídeo com manifestações mútuas de apoio – Doria enfrentará Marcio França (PSB) no segundo turno e Bolsonaro, Fernando Haddad (PT).

A reunião aconteceria na casa do empresário Paulo Marinho, apoiador de Bolsonaro, mas o capitão reformado do Exército, segundo interlocutores, alegou mal estar para não estar presente.

A equipe de Bolsonaro informou que ele não quer entrar em disputas regionais nas quais seus aliados estão apoiando mais de um candidato e diz que ele agradece as manifestações de apoio de João Doria.

Em São Paulo, o senador eleito pelo PSL, Major Olimpio, apoia o candidato do PSB, Márcio França. Já a deputada federal eleita Joice Hasselman (PSL) defende a candidatura de Doria na disputa pelo governo paulista.

Bolsonaro já havia avisado seus aliados que não iria negociar apoio oficial de partidos à sua candidatura. Até agora, somente o PTB e o PSC, de forma unilateral, oficializaram apoio ao nome do capitão reformado do Exército na corrida presidencial.

O PSDB decidiu manter uma posição de neutralidade na eleição presidencial, sem apoiar nem Bolsonaro nem Fernando Haddad, do PT. Na reunião em que o partido optou por não apoiar ninguém no segundo turno, Doria voltou a manifestar sua decisão de defender a candidatura do deputado federal pelo PSL.

Situação semelhante aconteceu no partido Novo, que também decidiu pela neutralidade. Em Minas, porém, Romeu Zema, único nome do partido que disputa um governo estadual, também decidiu apoiar Bolsonaro na corrida presidencial.

Deixar um Comentário