Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

Defesa Social escala Delegado do DHPP para investigar homicídios em Serra. Ação de Grupo de Extermínio não é descartada.

Publicado em Sem categoria por em 25 de março de 2014
DSC01075

Foto: Bruna Verlene

O Secretário de Defesa Social Alessandro Carvalho Liberato Mattos falou agora a pouco para a imprensa serra-talhadense sobre a onda de crimes registrados na Capital do Xaxado, com 17 homicídios em menos de três meses do ano.

A informação mais importante foi a de que o delegado Isaías Novaes, do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), ficará responsável pelas investigações dos homicídios com o Delegado da Seccional Washington Monteiro e o Delegado de Serra Olegário Filho. Será feito um plano conjunto de atuação para investigar cada caso.

Carvalho não falou especificamente na existência de um grupo de extermínio na cidade, mas sugeriu que seis dos dezessete homicídios tem particularidades que podem indicar isso. “Mas precisamos aguardar o curso das investigações”, afirmou.

Mas apesar de evitar tratar do tema, uma reunião ontem entre vereadores, o Prefeito Luciano Duque e o Comando da Polícia na cidade, a possibilidade de parte dos crimes estarem ligados a uma ação coordenada de grupo de extermínio foi abordada como sendo bastante provável, segundo o que o blog apurou.

O Secretário afirmou que o primeiro passo para uma ação efetiva é reconhecer o aumento e buscar alternativas. “Ano passado foram  18 mortes. Este ano, já foram  17”. Ele também destacou que as investigações prosseguirão pelo tempo que forem necessárias.

Carvalho defendeu a atuação do 14o BPM e da 21a Seccional de Polícia Civil, que tem se destacado no ranking de atuação das polícias o Estado. “A policia militar tem o 8º melhor índice de atuação no Estado  e a Polícia Civil, o  6º”, destacou.

Distribuição de novos PMs : Perguntado como será a distribuição dos novos PMs, convocados pelo Governo do Estado, o Secretário evitou cravar números. Limitou-se a dizer que a distribuição acontecerá “de acordo com a necessidade das áreas”. Ele também defendeu a ação de transferência de PMs de cidades sertanejas para atuarem na região metropolitana durante o carnaval. “Serra teve um período carnavalesco tranquilo, apesar da distribuição”, afirmou.

Deixar um Comentário