Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

Audiência Pública sobre Transporte Escolar revela calamidade do serviço em Salgueiro

Publicado em Notícias por em 14 de março de 2018

Falta de transporte escolar, eixo de veículo amarrado om corda e cobrança do MP marcaram debate, sem a presença do prefeito Clebel Cordeiro

A Câmara de Vereadores de Salgueiro realizou Audiência Pública para tratar do transporte escolar. Participaram os vereadores Auremar, Augusto Matias, Professor Hercílio, Bruno Marreca, Pedro de Compadre, Antônio Pires, Veronaldo, George Arraes, Ednaldo Barros, André Cacau, Eliane Alves, Flávinho e Erivaldo Pereira.

Pelo município, o vice-prefeito Dr. Chico, na ausência de Clebel Cordeiro, Eduilson Gonçalves (Detran), Luan Sampaio, representando a Secretaria de Transportes do Município,  Valdenir Silva, representando a Secretaria de Educação,   João Luiz Monteiro, Procurador Geral do Município,  Gilda, representando a GRE-Sertão Central,  Lívia Monteira(Fachusc),  Reginaldo Maia (IFPE campus Salgueiro), Paulo Cavalcanti, representando a empresa responsável pelo georreferenciamento e   Milena Santos, Promotora de Justiça.

O vice prefeito disse que antes não era feito o georreferenciamento para o transporte escolar. Relatou a problemática do residencial Santo Antônio, onde vários alunos que residiam na zona urbana passaram a morar no local quando não havia previsão para atender àquela demanda. Mas que cobrou à empresa atender os 800 estudantes, o que trouxe uma sobrecarga ao transporte escolar.

O Vereador Professor Hercílio disse ser um absurdo os alunos perderem um mês de aula todo ano. Falou sobre a importância da constituição que garante escola, fardamento escolar e transporte a todos os alunos. Relatou que mais de 70% (setenta por cento) dos veículos do transporte escolar municipal é do Ceará e da Bahia, e que a Lei diz que deveria ser de Pernambuco. Disse ainda que a frota tem veículos com mais anos de uso que o recomendado e de ter sido informado que o pagamento da empresa responsável pelo transporte escolar está há três meses atrasado. “Falta ainda transporte escolar para os alunos da UPE, do IFPE, e de várias localidades” reclamou. Foi seguido por vários colegas que também questionaram.

Moradores de áreas não atendidas ou com dificuldades no transporte escolar participaram da audiência. Relatos como o de representantes de Penedo, Tapuio e região chamaram a atenção. “O carro que atende a localidade possuí o eixo amarrado de corda”, afirmou o líder comunitário. Alunos há dias sem aulas ou com transporte deficitário em várias áreas fizeram seus relatos.

Maria Gilda, representante da GRE Salgueiro, externou preocupação com a situação. “O Município deve dizer se quer ou não o convênio com o Governo do Estado para transporte escolar”. A ausência do prefeito na audiência foi criticada por nomes como George Arraes e Eliane Alves. “Por sua prepotência, não se deixa escutar pelos clamores dos alunos”.

A Promotora de Justiça do Estado, Dra. Milena Santos, relatou que hoje já possuem dois procedimentos em andamento para fiscalizar a questão do transporte escolar. “O Ministério Público está atento, e que não deixará de buscar os direitos da população”. Prometeu, caso não haja respostas apo órgão, ingressar com ações civis públicas.

A representante da Secretaria de Educação do Município relatou que não foi possível ainda a visita a todas as localidades em que o transporte escolar se encontra deficitário, mais que as visitas já foram iniciadas. Valdenr pediu aos estudantes para que compareçam a secretaria de educação, façam seus relatos, para que a secretaria tome nota e passe para a empresa responsável para que esta tome providências.

Deixar um Comentário