Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

Armando diz que espera definição do PT até fim de fevereiro

Publicado em Sem categoria por em 21 de janeiro de 2014

do JC Online

O final de fevereiro é o prazo estipulado pelo senador Armando Monteiro (PTB) para o PT estadual definir se apoiará a sua candidatura ao governo. Colocando como prioridade a discussão das alianças, o petebista mantém o diálogo com as principais lideranças do PT e de outros partidos. A expectativa do senador é que a adesão da legenda não seja apenas formal, mas que haja um “engajamento voluntário”.

Em busca de reforço para a disputa contra o candidato do governador Eduardo Campos (PSB), o senador e pré-candidato à sucessão estadual, Armando Monteiro, disse aguardar com tranquilidade a definição do diretório estadual do PT. Em entrevista à Rádio JC News, ontem pela manhã, o senador afirmou que as negociações têm como objetivo construir uma coligação forte no Estado capaz de enfrentar o candidato da Frente Popular.

O presidente nacional do partido, Rui Falcão, já sinalizou que acredita ser melhor fechar aliança com o palanque do senador Armando Monteiro (PTB). Entretanto, parte dos petistas locais querem lançar candidato próprio ao governo do Estado. O que poderá unir os dois partidos é a defesa do projeto nacional de reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT). O impasse começará a ser solucionado a partir de quinta-feira (23), quando Falcão se reunirá com a Comissão Eleitoral do partido no Estado.

Após a entrevista do senador Armando Monteiro, o deputado federal João Paulo (PT) publicou no Twitter que as alianças feitas pelo partido só devem ser definidas em abril: “Na minha opinião, o PT-PE não definirá suas alianças antes de abril, vai ter que ouvir mais as ruas e o que acontecerá próximo à Copa”.

A formalização da aliança entre o PTB e o PT resultará em uma chapa com Armando disputando o governo e os petistas ocupando a vice ou o senado. Armando possui grande inserção no interior, mas ainda é pouco conhecido na capital pernambucana. Por isso, ter em sua chapa um nome familiar aos recifenses, como o do deputado João Paulo, poderá fortalecer a campanha.

O PT e o PTB já declararam que os seus deputados estaduais atuarão em conjunto, assumindo a oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco.

Deixar um Comentário