Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

Arcoverde ganha centro regional de tratamento de dependentes químicos.

Publicado em Sem categoria por em 28 de fevereiro de 2014

timthumb

A prefeitura de Arcoverde  através da Secretaria de Saúde, inaugura, no próximo sábado (08), às 15h, o Centro de Especialização em Recuperação de Dependentes Químicos (Caps AD III – Álcool e Droga).

Localizado no Sítio Mimoso, a 16 km de Arcoverde, o Centro oferece uma abrangência regional atendendo a 13 municípios da região do Moxoto, (Arcoverde, Manari, Inajá, Tacaratu, Jatobá, Petrolândia, Custódia, Venturosa, Buíque, Sertânia, Pedra e Tupanatinga).

Esse é o primeiro estabelecimento da região a oferecer esse tipo de serviço. A previsão é que, inicialmente, haja cerca de 80 atendimentos pelo SUS (40 manhã e 40 tarde) realizados por uma equipe multidisciplinar composta por psicanalistas, psiquiatra,  clínico geral, enfermeiros, terapeutas ocupacionais, fisioterapeutas, assistentes sócias, entre outros profissionais, o que totaliza um grupo integrado de 42 pessoas.

Serão 12 leitos, em caso de internação, porém a princípio com funcionamento diurno e posteriormente com o noturno, quando o paciente, por lei, pode permanecer albergado por 14 dias.

O estabelecimento é destinado a proporcionar atenção integral e contínua a pessoas com transtornos decorrentes do uso abusivo e da dependência de álcool e outras drogas, com funcionamento durante 24 horas do dia, inclusive, feriados e finais de semana. “Queremos oferecer um suporte medicamentoso, psicoterápico, de orientação, na perspectiva da redução de danos e oportunizar  um novo direcionamento de vida do indivíduo”, esclarece a secretária  municipal de Saúde,  Andréia Britto.

 “O funcionamento da rede de saúde mental instalada era insuficiente para o acolhimento e tratamento local da demanda de usuários de álcool e outras drogas, sendo necessários encaminhamentos e acompanhamentos em outros setores e outros municípios. Essa era uma meta do nosso Plano de Governo, que está sendo cumprida”, garante a prefeita Madalena Britto ((PTB).

Parceria – O Caps AD III será gerenciado pela Fundação Terra capitaneado e pelo Pe. Aorton Freire, o mentor inicial de instalação dos serviços de auxílio a usário de droga na região. A parceria foi concretizada via a provação do Ministério da Saúde, que repassa o recurso de R$105 mil mensal para a prefeitura para a manutenção da unidade.

O espaço possui seis quilômetros de extensão e abrigará também a Terra Terapêutica. São duas casas diferentes. Uma para pacientes do SUS e a outra com atendimentos privados, mas com o mesmo propósito de cuidar das pessoas com dependência química.

No local, haverá atividades agrícolas e pecuárias em parceria com UFRPE, assim como, atividades esportivas e oficinas de arte. “Esse é um novo modelo de assistência. A união do tratamento terapêutico com atividades laborais, esportivas e, se for da preferência do paciente, tratamento espiritual também”, acredita a coordenadora do estabelecimento, Graça Barros.

Deixar um Comentário