Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

Aécio projeta derrotar Eduardo em todos os Estados, com exceção de Pernambuco

Publicado em Sem categoria por em 21 de fevereiro de 2014

abaaf79be734547e581222c32fda8f9d

do JC Online

Em nova passagem por Pernambuco, nesta sexta-feira (21), o  senador e presidenciável tucano Aécio Neves voltou a destacar a candidatura do governador pernambucano Eduardo Campos (PSB) no bloco das oposições, disse ser possível que PSDB e PSB fiquem juntos num virtual segundo turno da eleição nacional de outubro e fez novas críticas à condução da política econômica pelo governo da presidente Dilma Rousseff (PT).

Aécio seguiu  para um almoço com o governador Eduardo Campos na residência do socialista, em Dois Irmãos, após ter mantido reunião, no final da manhã, com vereadores e deputados tucanos, no Hotel Atlante Plaza, em Boa Viagem. Nesta reunião, mesmo mantendo a cordialidade com Eduardo, Aécio disse aos aliados que provavelmente derrotará o socialista em todos os Estados, com exceção de Pernambuco.

A projeção foi revelada à imprensa pelo deputado estadual Daniel Coelho, um dos participantes da reunião e que faz oposição a Eduardo na Assembleia Legislativa. Ainda segundo Daniel, Aécio abalizou a decisão do PSDB estadual de apoiar o candidato apoiado pelo governador – o secretário da Fazenda, Paulo Câmara (PSB) – para governador.

O PSDB não terá espaço na chapa majoritária – o peemedebista Raul Henry será o candidato a vice de Paulo Câmara  e o ex-ministro Fernando Bezerra Coelho (PSB) será o indicado ao Senado.  ­Daniel não deve participar da campanha.

Ainda na conversa com Aécio, o senador deu um panorama da situação do PSDB por região e o deputado Bruno Araújo (PE) fez um relato de como está a “proximidade” do PSDB com o PSB. Em sete Estados, incluindo Pernambuco e Minas Gerais, os dois partidos estarão unidos já no primeiro turno das eleições estaduais. Em São Paulo, há acordo para uma união num possível segundo turno..

Aécio também fez a projeção de que, hoje, teria condições de derrotar a presidente Dilma Rousseff (PT) – candidata à reeleição – em sete Estados, já no primeiro turno. O senador mineiro também infornou que deve retornar em abril para novo encontro cm os tucanos estaduais.

Deixar um Comentário