Lembre-se de mim
Registre-se Esqueceu sua senha?

Afogados : Prefeitura diz que é da PM fiscalização do trânsito, nega que ele seja caótico e promete melhorias

Publicado em Sem categoria por em 21 de janeiro de 2014

Em tom mais agressivo, diferente da linha que costuma adotar, a Prefeitura de Afogados da Ingazeira se posicionou sobre a cobrança do blog pela decisão de municipalizar a fiscalização do trânsito na cidade, com base nas reclamações que não diminuíram em relação ao desrespeito dos motoristas sem fiscalização das autoridades, ação inclusive já pactuada a mais de um ano e meio com o Detran e sugerida pelo Comitê de Prevenção de Acidentes com Moto de Pernambuco.

A nota chega a questionar o testemunho do Internauta Repórter que declarou que o veículo – mesmo com faróis acesos – obstruiu a rua por mais de uma hora sem ser incomodado.  “Me parecem exageradas algumas conclusões tiradas pelo blog. Em primeiro lugar, a foto mostra a via com espaço para o tráfego do veículo, que, inclusive, parece estar em movimento, com os faróis acesos. A foto não mostra a tal obstrução citada por Cláudio e reafirmada pelo blog. A não ser que vocês tenham concluído pela obstrução com base em outra foto que não aparece na postagem”.

E continua a nota : “em caso de obstrução, como a alegada, a primeira e mais urgente ação a ser adotada pelo reclamante – antes mesmo de enviar foto aos blogs – seria comunicar a Polícia Militar para que a mesma providenciasse a multa e a remoção do veículo.

Outro exagero contido na postagem é a afirmação de que o trânsito continua seu descontrole na cidade. Há problemas localizados, é claro, mas o trânsito em nosso município não é, de forma alguma, caótico.

A função da Guarda Municipal é meramente educativa. Não são suas as atribuições de aplicação de multa ou outras sanções a condutores que agem de forma irregular. Se ela assim o fizesse, estaria extrapolando suas obrigações constitucionais. Atualmente, ações punitivas são de exclusiva responsabilidade da Polícia Militar.

Outro equívoco contido na postagem é a afirmação de que o trânsito não tem sido prioridade da Prefeitura Municipal. Sugiro ao blog rever algumas das matérias que enviamos ao longo de 2013 sobre o tema. Garanto que, com boa vontade e disposição, vocês encontrarão diversas iniciativas nossas para melhorar o trânsito em Afogados da Ingazeira.

Disciplinamos os estacionamentos de motos, automóveis, veículos de carga e descarga ao longo das principais vias de Afogados, a exemplo da Manoel Borba e do entorno da Praça Monsenhor Alfredo de Arruda Câmara. Implantamos sinalizações verticais e horizontais para disciplinar esta ação e informar os condutores sobre as novas regras.

Disciplinamos o serviço de mototáxi, oferecendo cursos gratuitos de reciclagem, padronizando as motos e entregando coletes de segurança. Iniciamos o processo de disciplinamento do serviço de táxi e estamos elaborando uma proposta para a reorganização do espaço destinado às lotações. Em breve, apresentaremos à sociedade um conjunto de propostas para melhorar não apenas o trânsito, mas a mobilidade urbana em Afogados da Ingazeira.

Quem tem o direito de cobrar o que ainda precisa ser realizado, também deveria ter o dever de reconhecer o muito que já foi feito”, conclui.

A nota tem assinatura do núcleo de comunicação social da Prefeitura. O blog reconhece e acompanhou as medidas relatadas. Mas na imprensa em geral a população continua relatando absurdos como esse. E não são poucos.

A cobrança ja foi feita várias vezes no sentido de que o processo de municipalizar  o trânsito, não dando responsabilidades para PMs ou Guarda, com atribuições demais e sim, criando órgão próprio através do modelo que mais se ajuste na realidade local, para por fim a casos de impunidade o quanto antes enfim aconteça. Nada mais que isso.

DONO DE CARRO CONTATA BLOG: O proprietário do carro que aparece na reportagem do Internauta Reporter – que pediu para não ser identificado – justificou ao blog porque estacionou o veículo com faróis acesos no centro da via.

Ele reconheceu que o carro – que estava com um familiar – ficou um tempo no local, mas nega que tenha chegado a uma hora. Transportava uma paciente em estado grave de Custódia, que foi levada de lá  para o HR Emília Camara e posteriormente transferida para o Recife. “O carro aguardava ela ser liberada da Ecoclinica para ser levada ao HR”, disse. Segundo ele, na aflição do socorro, ele não pensou sequer onde melhor localizar o carro.

Deixar um Comentário